segunda-feira, 12 de março de 2012

Silêncio na Missa!

VÍDEO ONDE MOSTRA MISSA PAPAL NO VATICANO PEDINDO PARA NÃO BATER PALMAS NA MISSA (VATICANO):

Eis o meio mais adequado para assistir com fruto a Santa Missa: consiste em irdes à igreja como se fôsseis ao Calvário, e de vos comportardes diante do altar como o faríeis diante do Trono de Deus, em companhia dos santos anjos. Vede, por conseguinte, que modéstia, que respeito, que recolhimento são necessários para receber o fruto e as graças que Deus costuma conceder àqueles que honram, com sua piedosa atitude, mistérios tão santos.” (São Leonardo de Porto Maurício. Tesouro Oculto)
Papa Bento XVI proibiu de se bater palmas durante a Missa, pois "SANTA MISSA É SACRIFÍCIO! QUEM BATE PALMAS NA SANTA MISSA ESTÁ APLAUDINDO OS ALGOZES!" (Papa Bento XVI).
Eis a tradução do vídeo : "Em respeito destes Divinos Mistérios que estamos celebrando em comunhão com Sua Santidade o Papa Bento XVI, recolhamo-nos em silêncio orante. Portanto, não se aplauda mais, nem sequer durante a homilia, e não se usem bandeiras, nem cartazes."

Posted by Cleiriane @ 10:42

7 Comments

Anonymous Luís said...

Linda missa, só devemos levar em consderação que estamos falando de uma missa campal com milhares de pessoas, logo, todo pedido de silêncio ainda é pouco! Os aplausos realmente não cabem na Santa Missa nesse caso como se estivéssem aplaudindo a um show, ou uma celebridade. Por outro lado, ritmar os cantos litúrgicos com palmas (o que é a mesma coisa de aplausos) é uma realidade completamente diferente e não é sobre isso que diz o vídeo, muito menos o papa. Claro que isso não cabe em quase nenhum momento. Mesmo a Santa Missa sendo o próprio calvário, ainda sim temos momentos de glória (Hino de Louvor) onde elas tem sentido litúrgico!

14 de março de 2012 13:27  

Anonymous Rose said...

Luís, leia de novo: MISSA É SACRIFÍCIO! QUEM BATE PALMAS NA SANTA MISSA ESTÁ APLAUDINDO OS ALGOZES!" (Papa Bento XVI).

Não se deve nunca bater palmas na missa. Alguns Bispos já estão fazendo isso uma realidade em suas paróquias. http://​www.salvemaliturgia.com/2010/​09/​arquidiocese-de-niteroi-e-as-pa​lmas-na.html

26 de junho de 2012 02:32  

Blogger presentepravoce said...

Resposta:

Cara amiga Rose, preste bem atenção no texto e na recomendação:

O texto se refere à APLAUSOS durante a missa e não à palmas como acompanhamento RÍTMICOS das musicas.

Principalmente se referindo à aplausos de pregação ou homilia quando as pessoas aplaudem o pregador ou o apresentador devido à uma boa pregação, ao mesmo tempo que desentoa a continuidade da Santa Missa, atrasam o tempo da missa.

Quando digo Bater Palmas em acompanhamento às músicas, isto não é considerado aplauso e sim apenas um acompanhamento RÍTMICO da musica, quase que a mesma coisa que uma bateria ou uma tambor que acompanha a melodia.

Bater palmas durante a execução de uma musica não é aplauso e nem sequer aplaudir aqueles que mataram Jesus na Cruz, também não parabenizar aquele que canta e sim somente um ato de louvor e acompanhamento da multidão que canta louvores a Deus, o ato de bater palma durante a musica é apenas um ato de LOUVOR e não de parabenização, a liturgia da missa abre espaço para este tipo de acompanhamento, não em todo o tempo da Missa, mas em momentos específicos.

Como diz o Salmista, devemos louvar a Deus com alegria e São Paulo nos fala claramente que devemos nos alegrar quando prestarmos louvores a Deus, é bem verdade que Jesus Morreu, mas a maior verdade é que Cristo Ressuscitou e é graças a esta verdade que os Discípulos de Jesus correram o mundo para anunciar esta alegria, pois a outra opção logo após a morte de Jesus na cruz era apagar a esperança como os Discípulos de Emaus e se esta fosse a atitude daqueles que assistiram Jesus morrer na cruz, hoje não existiria mais Cristianismo na terra.

Maria chorou a morte de Jesus junto com os Discípulos e é bem verdade que ela não aplaudiu aqueles que mataram Jesus, mas é bem verdade também que Maria se alegrou muito mais que qualquer outra pessoa neste mundo ao ver Jesus VIVO e é bem provável que neste momento foram muitas as palmas e os louvores ao Senhor, porque não existe alegria que se contenha dentro do peito ao saber que Jesus não está morto e sim vivo e é esta a notícia que a Igreja deve anunciar… e desde quando se anuncia uma verdade que Jesus está vivo e ressuscitado com luto e cara de enterro, chorando as náguas, não, para que o mundo creia em nossa verdade, precisamos sim expressar a nossa verdadeira alegria ou jamais acreditarão que Jesus está VIVO, principalmente porque aqueles que o seguem vão ao enterro de seu mestre e não à sua festa de CASAMENTO, que é o que nos diz o APOCALIPSE.

Me responda apenas uma coisa…
O seu Jesus está MORTO ou está vivo ?
Como é que se anuncia a Vida?
Com Alegria ou com luto e choro ?
A Boa Nova de Jesus não é a sua morte de Cruz na sexta feira e sim a sua ressurreição no Domingo e é por isso que hoje vamos a missa aos DOMINGOS e não aos Sábados como no antigo testamento.

Enquanto alguns anunciam a morte de Jesus como os Discípulos de Emaús Maria Madalena grita e faz alvoroço na cidade anunciando que Jesus está VIVO.

“Alegrai-vos, mas uma vez eu digo, alegrai-vos…”
“O Espírito virá para que a vossa alegria seja eterna…”

Que Deus te abençoe.

Sizenando / presentepravoce

27 de junho de 2012 00:07  

Blogger Soldados de Maria said...

É bem verdade que Cristo está ressuscitado. Mas não podemos esquecer que na Missa é relembrado, ou seja, renovado o Sacrifício de Cristo.
Na Missa Jesus renova a Sua Paixão, seu Sangue e Corpo nos é dado e oferecido ao Pai para remissão dos nossos pecados.
A Missa se Divide em duas partes a qual podemos chamar "duas mesas": Mesa da Palavra e Mesa da Eucarístia.
Na primeira parte (Mesa da Palavra) ouvimos o que o Senhor tem para nos falar, o que Ele vem nos dizer e ensinar, nessa hora o próprio Senhor se comunica conosco, por isso deve-se ter bastante atenção e respeito pelo que é proclamado. No final do Evangelho a assembleia responde "Glória a vós, Senhor!" e quem proclamou beija o evangelho em sinal de reverencia.
Depois vem a segunda parte (Mesa da Eucarístia) no qual são apresentadas as ofertas ao Senhor, e é renovado (como falei acima) o Sacrifício do Santo, por isso, na Mesa da Eucarístia, é inaceitavel que se bata palmas, diante do Rei que se fez pobre e se dá mais uma vez para nos tirar do pecado.
Na Missa, Jesus como que "Morre mais uma vez", ou seja, se oferece ao Pai de novo por nossos pecados.
Jesus está ressuscitado, mas na Missa Ele está a caminho do calvário!

28 de novembro de 2012 14:23  

Blogger Henrique Sebastião said...

Sou estudante de Teologia e gostaria de dizer que não importa o que cada um pensa, o que cada um "acha" do assunto. Não adianta vir com explicações para justificar as palmas na Missa. O Papa proibiu e pronto! Não somos protestantes, somos católicos! Parem de querer revolucionar a Liturgia! Ela é santa como é e sempre foi, e deu certo e produziu muitos frutos e santos e santas por dois mil anos!

Muitos católicos são rápidos em jogar fora toda a rica e santa Tradição milenar da Igreja para observar apenas o "gosto" e a opinião pessoal de cada um. Um outro bom exemplo: virou a regra receber a Hóstia na mão, o que deveria ser uma exceção, e o Papa já falou sobe isso diversas vezes… Mas quem se importa?

Com essa prática, entre outras coisas, facilita-se o trabalho de todo tipo de praticantes de rituais de magia negra, que ao invés de consumir, levam a Hóstia para usá-la em rituais macabros, muitas vezes envolvendo bacanais e outras barbaridades. Pesquisem e descobrirão casos horripilantes. Porque não se obedece, simplesmente, ao Papa, que é a obrigação de todo bispo e todo padre?

O que vemos na maioria das Missas no Brasil não são pessoas batendo palmas apenas para acompanhar os cânticos, não senhor. O que vemos é um verdadeiro circo, em que se aplaude a toda hora, se dança, se faz batucada, etc… Isso sem falar na tal “missa-afro”, totalmente descaracterizada, que nada tem a ver nem com catolicismo e nem com a cultura ou a realidade brasileiras.

Hoje, em cada paróquia, cada padre é o “astro”, e cada um inventa o seu “rito próprio”. Infelizmente, no Brasil e na América Latina, o que vemos é o surgimento de um novo cisma, uma nova divisão na Igreja. Já se fala em Igreja Católica Apostólica Romana e igreja católica do Brasil ou igreja da América Latina… Lamentável.

1 de fevereiro de 2013 18:26  

Blogger TONY E VERA SÁ said...

Nesse video não ouvi o papa proibir bater palmas, pelo que eu entendi a voz do comentarista foi "... mantenhamos silencio e oração para que a nossa participação na celebração eucaristica..... Se evitar a todos os presentes os aplausos e levantar as bandeiras.".

tem gente que polemiza demais as coisas.
Deus abençoe a todos.

14 de fevereiro de 2013 13:25  

Anonymous Anônimo said...

parem de ser ritualistas!!
se dependesse de vocês a Igreja teria parado no século retrasado.
ou seja teria fechada as portas. Viva o Concílio vaticano II.
conheço pessoas como vocês não batem palmas, porém cometem pecados horrorosos. vão se confessar bando de ritualistas.
respeite a liberdade de expressão no louvor a Deus. bater palma não é dogma de fé nem doutrina.

12 de janeiro de 2014 23:41  

Postar um comentário

<< Home

STATUS

No ar desde: 29/11/08
Host: Blogger.com
Layout: 7ª edição - outras versões.
Visitas:
Resolução: 800x600.
Navegador: Internet Explorer.
Postagens: Cleiriane.
Webmistress: Milla.

QUEM SOMOS

Ó Jesus, nosso bom pastor, nós vos agradecemos por todas as maravilhas que realizastes para a nossa salvação, pois nos ensinastes o verdadeiro caminho para o Pai, nos revelastes toda a verdade do vosso reino, e nos conquistastes a vida plena, pela vossa morte e ressurreição. Ó bom pastor, guia-nos e protegei-nos contra todos os males, que querem nos afastar do vosso amor. Vós que conheceis a cada um pelo nome, socorrei-nos com a vossa graça e que possamos sempre reconhecer a vossa voz, que conduz à vida em plenitude. Amém.