quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Receita de Ano Novo


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummond de Andrade

Posted by Cleiriane @ 10:54
0 Comments

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

* Agenda *

Posted by Cleiriane @ 10:14
0 Comments

domingo, 28 de dezembro de 2008

Sagrada Família


Regressaram à Galileia, à sua cidade de Nazaré

Que o coração eucarístico de Jesus torne o nosso coração manso e humilde como o dEle (Mt 11,29).
Ajuda-nos a corresponder santamente à nossa vocação familiar.
Que sejamos capazes de nos amar uns aos outros como Deus ama cada um de nós,
cada dia mais,
e de perdoar os pecados uns aos outros como tu nos perdoas os nossos pecados.
Ajuda-nos, Pai amantíssimo,
a tomar o que nos dás e a dar o que nos tomas com um grande sorriso.
Coração Imaculado de Maria, causa da nossa alegria, roga por nós.
Santos anjos da guarda, sede sempre a nossa companhia,
guiando-nos e protegendo-nos.
Amen.

Posted by Cleiriane @ 22:41
0 Comments

Retrospectiva 2008

Encerramos mais um ano de nossas vidas, é hora de agradecer:
"Bendito seja o Senhor, dia após dia, o Deus que nos salva e carrega nossos fardos!" (Sl. 68/67)

Foram muitos momentos vividos em comunidade onde aprendemos, ensinamos e convivemos com nossas diferenças e dificuldades, é hora de pedir:
"Purifica-me tu das faltas que me são ocultas.
Preserva também teu servo do orgulho, para que ele jamais domine. Então serei íntegro e livre de grave transgressão." (Sl. 19/18)

Por tudo que já vivemos e que ainda vamos viver, é hora de louvar:
"Enquanto eu viver, cantarei ao Senhor, cantarei louvores a meu Deus, enquanto existir.
Que minhas palavras lhe sejam agradáveis; minha única alegria reside no Senhor.
Desapareçam da terra os pecadores e os ímpios nunca mais existam. Bendiz, minha alma, o Senhor." (Sl. 103)

Feliz 2009!!!

MARÇO
Outras fotos do mês: 1 2 3 4 5


MAIO
Outras fotos do mês: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10


JUNHO
Outras fotos do mês: 1 2 3 4 5


JULHO
Outras fotos do mês: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13


OUTUBRO
Outras fotos do mês: 1 2


NOVEMBRO
Outras fotos do mês: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Posted by Cleiriane @ 17:59
0 Comments

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

As quatro velas



Calmamente, num canto de uma sala, quatro velas ruidosamente estavam queimando, após serem colocadas por um funcionário daquela imensa casa, abandonadas à sua própria sorte, sem que qualquer pessoa delas utilizasse a luz.

O ambiente estava tão silencioso, que mesmo dos outros aposentos, se podia ouvir o diálogo que, aproveitando o abandono, travavam:

A primeira delas disse às outras, se apresentando: “Eu sou a Paz; apesar de minha luz as pessoas não conseguem manter-se. Acho que vou apagar”. E, diminuindo gradativamente, bem devagarinho, apagou totalmente em seguida.

A segunda vela, também se dirigindo às outras, disse: “Eu me chamo ; infelizmente sou muito supérflua. As pessoas não querem saber de Deus. Não faz sentindo continuar queimando”. E, assim como a primeira, ao terminar sua fala, um vento que veio de uma janela entreaberta, levemente bateu sobre ela, e esta se apagou.

Baixinho e triste a terceira vela se manifestou a última companheira: “Eu sou o Amor; não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado, só conseguem se enxergar, esquecem-se até daquelas à sua volta que lhes amam”. E sem esperar que a outra pudesse falar alguma coisa, apagou-se.



A última vela, em desespero, se viu abandonada num quarto amplo e deserto. Sua luz, trêmula, teimava em iluminar aquele local.

De repente, numa grande algazarra, gritando pelos corredores, entra uma criança procurando um dos seus brinquedos. Apesar da luz que vinha da única vela, não conseguia encontrar o que procurava, devido a pouca luz que vinha daquela vela. Seu sorriso de apagou e começou a chorar.

Então a quarta vela abandonou seu silêncio e disse para a criança: “Não tenha medo, criança. Enquanto eu queimar podemos acender as outras velas. Eu sou a Esperança”.

A criança, com os olhos brilhantes, misto de lágrimas de tristeza e alegria, pegou naquela vela ardente que se denominava Esperança, e acendeu as outras.

Reflexão: Somos, de certa forma, como velas. Com mais ou menos brilho, sempre alguém estará tateando no escuro à procura de uma luz. Paz, Fé, Amor ou Esperança, não importa que tipo de vela sejamos; importa que estejamos sempre prontos a iluminar o mundo dos outros, para que, por intermédio de nossa luz, possamos formar um grande mutirão de velas, iluminando o mundo e preparando os campos para a colheita do Senhor. Nunca, por motivo algum, deixe apagar a sua vela.

Posted by Cleiriane @ 23:48
0 Comments

"Que os cristãos respondam ao mal com a verdade e o amor"



O Papa Bento XVI, durante a oração do Ângelus desta sexta-feira, 26, festa de São Estêvão e feriado na Itália, destacou o primeiro mártir da Igreja, indicando Estêvão como modelo a todos os cristãos. "Um jovem cheio de fé e de Espírito Santo como no-lo descrevem os Atos dos Apóstolos, o qual, juntamente com outros seis foi ordenado diácono na primeira comunidade de Jerusalém e que por causa da sua pregação ardente e corajosa foi preso e lapidado", disse o Papa.

O Santo Padre recordou "quanto o martírio de Estêvão tocou o futuro Apostolo dos Gentios, Paulo, tanto que depois ficou claro que precisamente o testemunho de Estêvão foi decisivo para a sua conversão".

"De fato foi pouco tempo depois do martírio de Estêvão que Saulo, sempre levado pelo zelo contra os cristãos, se deslocou a Damasco para prender aqueles que ali teria encontrado. E quando se aproximava da cidade aconteceu a sua fulguração, aquela experiência singular na qual Jesus ressuscitado lhe apareceu, lhe falou e lhe mudou a vida. Quando Saulo, que caíra por terra , ouviu chamar o seu nome por uma voz misteriosa e perguntou: Quem sois Senhor, ouviu a resposta: Eu sou Jesus que tu persegues. Saulo perseguia a Igreja e tinha colaborado também na lapidação de Estêvão: tinha-o visto morrer apedrejado e sobretudo tinha visto a maneira como Estêvão morrera: em tudo como Cristo, isto é rezando e perdoando aqueles que o mataram, recordou Bento XVI.

A concluir, Bento XVI salientou que "em Santo Estêvão vemos realizar-se os primeiros frutos da salvação que o Natal de Cristo trouxe à humanidade: a vitória da vida sobre a morte, do amor sobre o ódio, da luz da verdade sobre as trevas da mentira".

Depois da recitação do Angelus, o Santo Padre disse, "que nesta atmosfera natalícia se adverte mais forte a preocupação por todos aqueles que se encontram em situações de sofrimento e de grave dificuldade".

E declarou: "O meu pensamento vai entre outros às duas consagradas italianas: Maria Tresa Olivero e Catarina Giraudo, pertencentes ao Movimento contemplativo missionário Padre de Foucauld, sequestradas, há mais de um mês e meio, juntamente com um grupo de seus colaboradores locais, na aldeia de El Waq a norte do Quénia. Desejaria que neste momento sentissem a solidariedade do Papa e da Igreja inteira. O Senhor que nascendo veio trazer-nos o dom do seu amor, toque os corações dos raptores e permita quanto antes que estas nossas irmãs sejam libertadas para poderem retomar o seu serviço desinteressado aos irmãos mais pobres".

Por isso, queridos irmãos e irmãs, convido-vos a rezar, sem esquecer os numerosos sequestros de pessoas noutras partes do mundo, dos quais nem sempre se possuem noticias claras: penso nas pessoas sequestradas, tanto por motivos políticos como por outros motivos na América Latina, no Médio Oriente, na África. A nossa oração solidária seja neste momento para eles todos de ajuda intima e espiritual.

Bento XVI pediu aos cristãos que "não respondam ao mal com o mal mas com a força da verdade e do amor".

Posted by Cleiriane @ 14:36
0 Comments

VATICANO - Mensagem Urbi et Orbi de sua Santidade Bento XVI


MENSAGEM URBI ET ORBI DE SUA SANTIDADE BENTO XVI

«Apparuit gratia Dei Salvatoris nostri omnibus hominibus» (Tt 2, 11).

Amados irmãos e irmãs, com as palavras do apóstolo Paulo renovo o jubiloso anúncio do Natal de Cristo: sim, hoje, «manifestou-se a todos os homens a graça de Deus, nosso Salvador»!

Manifestou-se! Isto é o que a Igreja hoje celebra. A graça de Deus, rica em bondade e ternura, já não está escondida, mas «manifestou-se», manifestou-se na carne, mostrou o seu rosto. Onde? Em Belém. Quando? Sob César Augusto, durante o primeiro recenseamento a que alude também o evangelista Lucas. E quem é o revelador? Um recém-nascido, o Filho da Virgem Maria. N’Ele manifestou-se a graça de Deus, Salvador nosso. Por isso, aquele Menino chama-Se Jehoshua, Jesus, que significa «Deus salva».

A graça de Deus manifestou-se: eis o motivo por que o Natal é festa de luz. Não uma luz total, como aquela que envolve todas as coisas em pleno dia, mas um clarão que se acende na noite e se difunde a partir de um ponto concreto do universo: da gruta de Belém, onde o Deus Menino «veio à luz». Na realidade, é Ele a própria luz que se propaga, como aparece bem representado em muitos quadros da Natividade. Ele é a luz, que, ao manifestar-se, rompe a bruma, dissipa as trevas e nos permite compreender o sentido e o valor da nossa existência e da história. Cada presépio é um convite simples e eloquente a abrir o coração e a mente ao mistério da vida. É um encontro com a Vida imortal, que Se fez mortal na mística cena do Natal; uma cena que podemos admirar também aqui, nesta Praça, tal como em inumeráveis igrejas e capelas do mundo inteiro e em toda a casa onde é adorado o nome de Jesus.

A graça de Deus manifestou-se a todos os homens. Sim, Jesus, o rosto do próprio Deus-que-salva, não Se manifestou somente para poucos, para alguns, mas para todos. É verdade que, no casebre humilde e pobre de Belém, poucas pessoas O encontraram, mas Ele veio para todos: judeus e pagãos, ricos e pobres, de perto e de longe, crentes e não crentes… todos. A graça sobrenatural, por vontade de Deus, destina-se a toda a criatura. Mas é preciso que o ser humano a acolha, pronuncie o seu «sim», como Maria, para o coração seja iluminado por um raio daquela luz divina. Os que acolheram o Verbo encarnado, naquela noite, foram Maria e José, que O esperavam com amor, e os pastores, que vigiavam durante a noite (cf. Lc 2, 1-20).

Foi, portanto, uma pequena comunidade que acorreu a adorar Jesus Menino; uma pequena comunidade que representa a Igreja e todos os homens de boa vontade. Também hoje, aqueles que na vida O esperam e procuram, encontram Deus que por amor Se fez nosso irmão; quantos têm o coração voltado para Ele, desejam conhecer o seu rosto e contribuir para instaurar o seu reino. Di-lo-á o próprio Jesus na sua pregação: são os pobres em espírito, os aflitos, os mansos, os famintos de justiça, os misericordiosos, os puros de coração, os obreiros da paz, os perseguidos por causa da justiça (cf. Mt 5, 3-10). Estes reconhecem em Jesus o rosto de Deus e regressam, como os pastores de Belém, renovados no coração pela alegria do seu amor.

Irmãos e irmãs que me escutais, a todos os homens se destina o anúncio de esperança que constitui o coração da mensagem de Natal. Para todos nasceu Jesus e, como em Belém Maria O ofereceu aos pastores, neste dia a Igreja apresenta-O à humanidade inteira, para que toda a pessoa e cada situação humana possa experimentar a força da graça salvadora de Deus, a única que pode transformar o mal em bem, a única que pode mudar o coração do homem e torná-lo um «oásis» de paz.

Possam experimentar a força da graça salvadora de Deus as numerosas populações que vivem ainda nas trevas e nas sombras da morte (cf. Lc 1, 79). Que a Luz divina de Belém se difunde pela Terra Santa, onde o horizonte parece tornar-se a fazer escuro para os israelitas e os palestinianos, difunda-se pelo Líbano, o Iraque e todo o Médio Oriente. Torne fecundos os esforços de quantos não se resignam com a lógica perversa do conflito e da violência e privilegiam pelo contrário o caminho do diálogo e das negociações para se harmonizar as tensões internas nos diversos Países e encontras soluções justas e duradouras para os conflitos que atormentam a região.

Por esta Luz que transforma e renova, anelam os habitantes do Zimbábue, em África, oprimidos há demasiado tempo por uma crise política e social que, infelizmente, continua a agravar-se, coma também os homens e as mulheres da República Democrática do Congo, especialmente na martirizada região do Kivu, do Darfour, no Sudão, e da Somália, cujos infindáveis sofrimentos são uma trágica consequência da falta de estabilidade e de paz. Por esta Luz esperam sobretudo as crianças dos países referidos e de todo os outros em dificuldade, a fim de que seja devolvida a esperança ao seu futuro.

Onde a dignidade e os direitos da pessoa humana são espezinhados; onde os egoísmos pessoais ou de grupo prevalecem sobre o bem comum; onde se corre o risco de habituar-se ao ódio fratricida a à exploração do homem pelo homem; onde lutas internas dividem grupos e etnias e dilaceram a convivência; onde o terrorismo continua a percutir; onde falta o necessário para sobreviver; onde se olha com apreensão para um futuro que se vai tornando cada vez mais incerto, mesmo nas Nações do bem-estar: lá resplandeça a Luz do Natal e encoraje todos a fazerem a própria parte, com espírito de autêntica solidariedade. Se cada um pensar só nos próprios interesses, o mundo não poderá senão caminhar para a ruína.

Amados irmãos e irmãs, hoje «manifestou-se a graça de Deus Salvador» (cf. Tt 2, 11), neste nosso mundo, com as suas potencialidades e as suas debilidades, os seus progressos e as suas crises, com as suas esperanças e as suas angústias. Hoje refulge a luz de Jesus Cristo, Filho do Altíssimo e filho da Virgem Maria: «Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro. Por nós, homens, e para nossa salvação desceu dos Céus». Adoramo-Lo hoje, em cada ângulo da terra, envolvido em faixas e reclinado numa pobre manjedoura. Adoramo-Lo em silêncio enquanto Ele, ainda infante, parece dizer-nos para nossa consolação: não tenhais medo, «Eu sou Deus e não há outro» (Is 45, 22). Vinde a Mim, homens e mulheres, povos e nações. Vinde a Mim, não temais! Vim trazer-vos o amor do Pai, mostrar-vos o caminho da paz.

Vamos, pois, irmãos! Apressemo-nos, como os pastores na noite de Belém. Deus veio ao nosso encontro e mostrou-nos o seu rosto, rico em misericórdia! A sua graça não seja vã para nós! Procuremos Jesus, deixemo-nos atrair pela sua luz, que dissipa a tristeza e o medo do coração do homem; aproximemo-nos com confiança; com humildade, prostremo-nos para O adorar. Feliz Natal para todos!

Posted by Cleiriane @ 14:33
0 Comments

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

*Notícia* Presépio do Vaticano é inaugurado e Papa acende chama da Paz



O presépio do Vaticano foi inaugurado nesta tarde, 24, na Praça São Pedro, na presença do presidente do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano, Cardeal Giovanni Lajolo, e do secretário de Estado, Cardeal Tarcísio Bertone.

O Cardeal Bertone destacou dois símbolos que expressam bem o mistério do Natal: o presépio e a chama da paz. "Na Praça S. Pedro, disse ele, já estão presentes os pastores, José e Maria: falta somente o Menino Jesus. Todos estão à espera do seu nascimento."

Segundo ele, a humanidade está sempre à espera. "À espera da luz que resplandece nas trevas. No Natal, a luz desceu sobre a Terra, Cristo veio entre nós, 'mas as trevas não o acolheram'. Este é mistério do Natal: dom de salvação para quem acolhe e reconhece o Redentor, drama de solidão para quem fecha os olhos à luz da sua verdade e do seu amor."

Nosso lugar na manjedoura

"Cristo é a luz!", recordou o Cardeal Bertone, que acrescentou: "Ao lado do Menino na manjedoura, há lugar também para nós; há lugar especialmente para aqueles que a sociedade marginaliza e até mesmo despreza. E a chama da paz é o símbolo de Cristo, que se doa à humanidade. Este é o verdadeiro Natal!".

Então o Cardeal fez um pedido: "Para você que me escuta, dentro de você, acenda também a chama da paz! Acenda a chama do acolhimento e da compreensão que o torna disponível a escutar e compartilhar os sofrimentos dos pobres, cujo grito silencioso se eleva na noite da solidão. Acenda a chama da paz e da esperança pelas famílias que têm dificuldade em satisfazer as exigências de uma vida digna, por quem passa esses dias de festa nas prisões e nos hospitais, na solidão e no abandono".

Depois da inauguração do presépio, teve início uma breve vigília de oração pela paz no mundo. Ao término da celebração, o Santo Padre acendeu, no último andar da Residência apostólica, a chama da paz e abençoou os fiéis.

Posted by Cleiriane @ 09:52
0 Comments

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Noite


Estamos considerando a mais bela noite da história.
Noite que por ser noite não deveria ter luz.
Luz da lua sim! Luz das estrelas, mas luz do sol, Noite com Sol sim! O maior Sol de toda história.
O Sol que criou o Sol, o Sol que criou as estrelas, o Sol que criou a Terra e todos os astros.
Sol dos Sóis. Sol nosso Senhor Jesus Cristo numa gruta e Belém num ambiente que dizia jamais ser possível nascer um Sol mais aquele não nasceu um Sol, nasceu o Sol dos Sóis.
E essa noite trouxe pra história a graça tão forte, tão dinâmica, tão acolhedora, tão cheia de Paz, que os Anjos não registiram ficaram alto céu, desceram pra junto a este Sol cantavam Glória a Deus nas alturas e Paz na Terra aos homens de boa vontade.
Este Sol penetrou tanto sobre toda a ordem da criação que deu a criação uma alegria, um bem estar a toda criação e um brilho um fugor que jamais a história conheceu ou conhecerá.

Posted by Cleiriane @ 10:13
2 Comments

Noite Feliz




Noite Feliz.
Noite de Paz.
Noite de consolo.
Noite que nos envolve pelo simples fato de nela pensarmos.
Noite que acolhe todos nessicitados.
Noite que envolve todos aqueles que estão metidos em seus dramas em suas afrições.
Noite em que resolve todos problemas, todas as angustias todas as afrições.
Nesta noite todos os males com que são tomados, colhidos, tolhidos e encontram diante de um verdadeiro obstáculo.
Obstáculo que nada mais é senão o menino Jesus.
É a noite das noites, a festa das festas. E é por isso que nós estamos aqui neste momento reunidos em torno deste menino que tão belamente se encontra já paramentado. Paramentado para uma celebração solene para uma missa pontifical.
Essa missa pontifical vai durar a vida dele e em certo momento ele vai realiza-la mais de forma cruenta, não mas como nos altares em que se dá esta realização incruinta. A celebração desta missa ele fará com sacrifício de seu sangue.
Sangue real, sangue que derramará até a sua última gota. E ele está já paramentado, ele assim que nasce mais ainda, assim que é concebito pelo Espírito Santo, no seio virginal de Maria Santíssima já ali ele se entrega por inteiro como ritmo ele já ali tinha a inteira conciência, porque ele nasce e é criado na visão beatífica.

Posted by Cleiriane @ 09:37
0 Comments

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Mensagem

Posted by Cleiriane @ 14:13
0 Comments

Parabéns pra Jesus


Tudo que nós já vivemos.
Tudo que vamos viver.
Ele é quem sabe o motivo.
Ele é quem pode dizer.
Ele é quem sabe a verdade.
Ele é quem mostra o caminho.

E quem procura por Ele, não vive sozinho.
Ele é o pão e o vinho.
Ele é o princípio e o fim.
Ele é o Rei e o cordeiro.
Ele é o não e o sim.

Ele só quer alegria, risos e felicidade.
E paz na terra aos homens de boa vontade.

Vamos cantar parabéns pra Jesus,
comemorar parabéns pra Jesus.
Nos abraçar nessa noite feliz.
Em que o amor ascendeu sua luz.

Vamos cantar parabéns pra Jesus,
comemorar parabéns pra Jesus.
Nos abraçar nessa noite feliz.
A estrela guia do céu nos conduz.
Parabéns pra Jesus.

Ele é o melhor amigo.
Ele é o pai e o filho.
Ele é maior do que a morte.
É o destino e o trilho.
Ele é carinho mais doce.
Ele é a flor e a semente.

Ele é quem sabe o que existe aqui dentro da gente.
Ele é a água mais pura.
Ele é o sol e o luar.
Ele venceu o deserto e andou nas águas do mar.

Ele é o mestre dos sábios.
Ele é o Rei e o Senhor.
Ele por mim deu a vida, em nome do amor.

Parabéns pra Jesus.

Posted by Cleiriane @ 13:29
0 Comments

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

MENSAGEM - As figuras do Advento - Pe. Ângelo

AS FIGURAS DO ADVENTO

Queridos paroquianos e leitores, estamos iniciando um novo ano litúrgico, com o Advento: tempo de preparação e alegria, de expectativa, onde os cristãos, esperando o Nascimento de Jesus Cristo, vivem o arrependimento e promovem a fraternidade e a Paz.

Ao se aprofundar nos textos litúrgicos desse tempo, constata-se na história da humanidade o mistério da vinda do Senhor, Jesus, que de fato se encarna e se torna presença salvífica na história, confirmando a promessa e a aliança feita ao povo de Israel. Deus que, ao se fazer carne, plenifica o tempo (Gl 4,4) e torna próximo o Reino (Mc 1,15).

O Advento recorda também o Deus da Revelação. Aquele que é, que era e que vem (Ap 1, 4-8), que está sempre realizando a salvação mas cuja consumação se cumprirá no "dia do Senhor", no final dos tempos.

O caráter missionário do Advento se manifesta na Igreja pelo anúncio do Reino e a sua acolhida pelo coração do homem até a manifestação gloriosa de Cristo. Dentro da liturgia do advento destacam-se as figuras:



 ISAIAS: É o profeta que, durante os tempos difíceis do exílio do povo eleito, levava a consolação e a esperança. Na segunda parte do seu livro, dos capítulos 40 - 55 (Livro da Consolação), anuncia a libertação, fala de um novo e glorioso êxodo e da criação de uma nova Jerusalém, reanimando assim os exilados. As principais passagens deste livro são proclamadas durante o tempo do Advento num anúncio perene de esperança para os homens de todos os tempos.










 JOÃO BATISTA: É o último dos profetas e segundo o próprio Jesus, "mais que um profeta", "o maior entre os que nasceram de mulher", o mensageiro que veio diante d'Ele a fim de lhe preparar o caminho, anunciando a sua vinda (conf. Lc 7, 26 - 28), pregando aos povos a conversão, pelo conhecimento da salvação e perdão dos pecados (Lc 1, 76s).

A figura de João Batista ao ser o precursor do Senhor e apontá-lO como presença já estabelecida no meio do povo, encarna todo o espírito do Advento; por isso ele ocupa um grande espaço na liturgia desse tempo, em especial no segundo e no terceiro domingo. João Batista é o modelo dos que são consagrados a Deus e que, no mundo de hoje, são chamados a também ser profetas e profecias do reino, vozes no deserto e caminho que sinaliza para o Senhor, permitindo, na própria vida, o crescimento de Jesus e a diminuição de si mesmo, levando, por sua vez os homens a despertar do torpor do pecado.

 MARIA: Não há melhor maneira de se viver o Advento que unindo-se a Maria como mãe, grávida de Jesus, esperando o seu nascimento. Assim como Deus precisou do sim de Maria, hoje Ele também precisa do nosso sim para poder nascer e se manifestar no mundo; assim como Maria se "preparou" para o nascimento de Jesus, a começar pela renúncia e mudança de seus planos pessoais para sua vida inteira, nós precisamos nos preparar para vivenciar o Seu nascimento em nós mesmos e no mundo, também numa disposição de "Faça-se em mim segundo a sua Palavra" (Lc 1, 38), permitindo uma conversão do nosso modo de pensar, da nossa mentalidade, do nosso modo de viver, agir etc. Em Maria encontramos se realizando a expectativa messiânica de todo o Antigo Testamento.





 JOSÉ : Nos textos bíblicos do Advento, se destaca José, esposo de Maria, o homem justo e humilde que aceita a missão de ser o pai adotivo de Jesus. Ao ser da descendência de Davi e pai legal de Jesus, José tem um lugar especial na encarnação, permitindo que se cumpra em Jesus o título messiânico de "Filho de Davi". José é justo por causa de sua fé, modelo de fé dos que querem entrar em diálogo e comunhão com Deus.

As figuras do advento são exemplos concretos da vida missionária de cada cristão, quer preparando o caminho do Senhor, quer levando o Cristo ao irmão para o santificar.

Feliz e Santo Natal a todos! Que a manjedoura do nosso coração possa estar preparada para acolher e celebrar a Salvação de Deus em comunidade e com a comunidade.

Pe. Angelo D. Crivelaro
Pároco da paróquia São João Batista, em Ribeirão Preto

Posted by Cleiriane @ 14:02
0 Comments

Oração de Natal 2008



Senhor Jesus,

Filho de Deus vivo e Filho de Maria,
Ao redor do presépio, nós nos reunimos.

Com fé e alegria, festejamos o vosso nascimento
em Belém, a terra do pão.

Pedimos que este Natal seja para todos nós
um Natal de luz. Iluminai nossas mentes,
aquecei os nossos corações, como fizestes com
os discípulos de Emaús que O reconheceram
ao partir o pão. Assim, possamos Vos reconhecer
no caminhar de nossa existência, na escuta da
Palavra, na Eucaristia, nas pessoas que sofrem.

Abençoai, com vosso sorriso de Criança, os
nossos lares, nossas comunidades e nossa Arquidiocese.

Amém.


PALAVRA DO ARCEBISPO
Dom Joviano de Lima Júnior,sss

Posted by Cleiriane @ 13:55
0 Comments

CÚRIA - Recesso da Cúria Metropolitana

COMUNICADO:

A Cúria Metropolitana de Ribeirão Preto comunica que funcionará até o dia 23 de dezembro de 2008, às 11 horas, e reabrirá no dia 05 de janeiro de 2009, às 9 horas.

Desejamos a todos um Feliz e Santo Natal e Um ano de 2009 repleto de Paz, Harmonia e Esperança.

Posted by Cleiriane @ 13:49
0 Comments

Mensagem de Natal

Posted by Cleiriane @ 13:24
0 Comments

domingo, 21 de dezembro de 2008

O Céu



Neste teatro, podemos ter uma pequena idéia do que Deus reserva para aqueles que ouvem e praticam sua palavra.

Posted by Cleiriane @ 15:09
0 Comments

O banquete do Menino Jesus

Os dois meninos contaram ao bom frade que certa criança participava todos os dias de seu lanche. Quem seria o novo e misterioso comensal?

Conta-se que frei Bernardo de Morlat era um virtuoso religioso de um convento próximo a Santarém, em Portugal. Um de seus amigos, um bom camponês da região, havia lhe pedido o favor de, por caridade, ensinar as letras aos seus dois filhos, meninos piedosos e obedientes.

O frade houve por bem atender a solicitação e, deste então, os pequenos saíam todas as manhãs bem cedinho para o convento, levando consigo sua provisão de alimentos. Lá passavam o dia estudando e ajudando nas Missas. E à tardinha voltavam para casa.

Certa ocasião, com uma familiaridade toda infantil, sentaram-se para tomar seu lanche aos pés de uma imagem de Nossa Senhora, a qual trazia ao colo o Menino Jesus. Com a mesma candura, comentaram entre si não ser muito gentil comerem sua refeição sem convidarem a outra Criança ali presente. Esta, milagrosamente, aceitou o convite de almas tão inocentes e, descendo do colo de Sua Mãe, foi comer com Seus amiguinhos.

A partir então, todas as manhãs, o Divino Infante descia para lanchar com os dois irmãos, até se tornar desnecessário chamá-Lo. Mal os pequenos abriam a sacolinha com os alimentos, o Menino Jesus lá estava entre eles. Ficaram amigos a ponto de não só comerem juntos, mas, além disso, também conversarem e brincarem. E o bondoso Jesus até os ajudava nas dificuldades dos estudos.
Só uma coisa intrigava os dois inocentes: aquele Menino nunca trazia Sua quota de comida, enquanto eles eram obrigados a conseguir mais alimentos, embora seus pais fossem muito pobres.

- Então, não haverá muitas coisas boas no Paraíso para Ele trazer? - perguntavam-se.

Decidiram contar tudo a frei Bernardo que, após examinar bem o caso, ficou profundamente tocado por tão grande prodígio. Rogou a Deus para iluminá-lo, e o fazer conhecer Seus desígnios sobre os pequenos. Então lhes sugeriu:

- Não lhes agradaria se o Menino Jesus os convidasse, ao menos uma vez, à casa de Seu Pai?

- Oh, sim! Gostaríamos muito! Mas Ele nunca nos falou sobre isso - responderam.

O bondoso frade lhes explicou:

- Na verdade, Ele gosta quando Lhe pedem. Se Jesus continuar não trazendo nenhuma provisão, façam- Lhe esse pedido. Se Ele os atender, receberão mil vezes mais do que Lhe deram.

E continuando a explicação, frei Bernardo falou-lhes a respeito das magnificências e delícias do palácio do Padre Eterno, e concluiu:

- Quando o Senhor vier novamente comer com vocês, não se esqueçam de pedir para serem convidados. Mas digam a Ele o quanto quero eu também participar.

Na segunda-feira seguinte, o Menino Jesus desceu de novo para tomar o lanche com seus dois companheiros. Terminada a refeição, antes de Ele pôr o pé sobre o pedestal de pedra, para subir aos braços de Nossa Senhora, os dois jovens expressaram timidamente seu desejo:

- Não nos convidais, pelo menos uma vez?

Jesus fez um sinal de afirmação, enquanto as crianças acrescentavam:

- E nosso mestre também gostaria de participar da festa.

Jesus, então, lhes disse:

- Dentro de três dias será a solenidade da Ascensão. Haverá um grande banquete na casa de meu Pai. Dizei a frei Bernardo que eu os convido à minha mesa, onde participareis da alegria com os Anjos e com os santos.

Contentíssimos, os dois correram para comunicar a boa notícia!

Ao regressarem para sua casa, avisaram aos pais de que em três dias iriam participar de um banquete no Céu. Frei Bernardo comunicou o mesmo ao seu superior. Durante os três dias, mestre e discípulos permaneceram em oração, junto ao altar da Virgem. O frade explicou aos meninos o sentido do convite de Jesus e eles, abrasados de amor, não queriam outra coisa senão deixar este mundo e entrar sem tardança na Pátria Celeste.

Chegou o dia da Ascensão. Todas as Missas já haviam sido celebradas na aldeia. Enquanto os frades estavam no refeitório, frei Bernardo dirigiu-se ao altar de Nossa Senhora, acompanhado de seus acólitos, e começou a celebração da Santa Eucaristia. Os dois discípulos receberam com grandíssima devoção, pela primeira vez, o Pão Eucarístico. Na hora da ação de graças, os três se ajoelharam nos degraus do altar, aguardando com confiança o momento da partida para a morada celeste.

Mais tarde, quando os religiosos entraram na igreja para recitar as orações após a refeição, encontraram Frei Bernardo e os dois acólitos imóveis, com as mãos levantadas ao céu e os olhos fixos no Menino Jesus. Aproximaram-se deles e - Oh! Momento precioso! - constataram já haverem eles trocado a vida terrena pela bem-aventurança eterna. Os seus corpos foram sepultados ao pé do altar do Rosário. Muitos anos depois, quando foram abertos os túmulos para trasladação dos restos mortais, estes exalavam um delicioso perfume, quiçá derradeiro resquício daquele longínquo dia no qual, felizes, entraram para o celestial banquete do Padre Eterno...

Posted by Cleiriane @ 14:40
0 Comments

4º Domingo do Advento


A VELA DOS ANJOS

Oração - Agora, Senhor, estão acesas as quatro velas. A luz habita entre nós como o fez um dia , graças a uma mulher simples que ouviu a palavra de Deus, que confiou n’ Ele e o manifestou à humanidade. O Natal está tão perto que quase o podemos tocar. A esperança está tão madura que é quase uma realidade. É aí, Senhor, entre a realidade e a esperança que queremos pôr os nossos corações como Maria . Que tu os enchas de luz. Luz que reflete a tua presença no mundo.

SALMO 89/88
Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor!

Posted by Cleiriane @ 00:24
0 Comments

sábado, 20 de dezembro de 2008

A beleza na liturgia

Função da liturgia é abrir espaço para a Beleza

Arautos Diáconos em função litúrgica, na Dedicação
da igreja de Nosa Senhora do Rosário de Fátima dos Arautos do Evangelho.


Dom Joviano de Lima Júnior, SSS, em um de seus simpósios fala do tema
A manifestação da beleza e a celebração do mistério.
Segundo Dom Joviano, que é o responsável pelo setor de liturgia da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), o impacto da beleza nos revela a ternura de Deus em cores, luzes e sons, a partir do que os nossos olhos contemplam na natureza.Na Eucaristia, a natureza aparece transformada, o trigo em pão, a uva em vinho, a árvore em mesa, o algodão em toalha, a cera das abelhas em vela.Dom Joviano considera que não se pode apreciar devidamente a Eucaristia se a sua celebração não estiver impregnada do encanto da beleza. A alegria da beleza tem a propriedade de produzir a bondade, afirmou, enfatizando que a função da liturgia é abrir espaço para a Beleza, para a bondade que salva.Ainda de acordo com o arcebispo, é função do rito «fazer a passagem de uma situação caótica ou de dispersão para uma nova realidade que integra o que está disperso e dá significado à existência. O rito alarga a compreensão da realidade que nos envolve e nos propõe o mistério na sua totalidade.»«O rito, como a beleza, necessita de tempo, espaço, proximidade e atenção para transformar o que é meramente exterioridade em interioridade.»E, para isso --destaca Dom Joviano--, «recorre à memória e à repetição de certos gestos, palavras e símbolos, atuando nas três dimensões da temporalidade: o presente, o passado e o futuro. A ritualidade litúrgica revela uma Igreja, reunida em nome do Senhor, que busca o divino, a graça, a salvação, “o invisível” na fragilidade do humano. Busca “nas coisas que passam, as que não passam”. O que nos é dado a ver, nos é dado a viver. Na liturgia, beleza e ritualidade se encontram, afirma.

Posted by Cleiriane @ 15:08
0 Comments

*Planejamento da Ação Missionária*


Renovaçao das estruturas paroquiais 2008

No dia 30 de novembro teveo encontro da segunda etapa do Projeto de Ação Missionária Permanente (SIM). A preocupação desta fase foi com a renovação das estruturas de evangelização.
Nesse encontre teve como base o Documento de Aparecida que pede-nos a conversção pastoral. Diz que devemos passar de umapastoral de conservação para uma pastoral decisivamente missionária (DA 370).

O que seria uma pastoral de conservação?

É aquela que não se abre para a novidade do Espírito que "sopra onde quer e como quer". Tudo continua como estava. Faz-se somente o estritamente necessário. Há pessoas que tudo monopolizam. A paróquia acaba centralizada na pessoa do presbítero ou de um leigo(a) que tudo decide. Não se aceitam idéias novas. A paróquia se transforma num centro de atendimento sacramental e burocrático. Assume um rosto severo, triste, um ar fúnebre porque lhe faltam esperança e criatividade.

Como devemos pensar uma paróquia missionária?

A evangelização exige atenção à situação em que vivemos. Quando há estruturas de coodenação e animação da ação missionária, a começar do Conselho Paroquial de Pastoral (CPP) é dada a devida atenção à situação do ambiente. O CPP é o espaço priveligiado para que aconteça o encontro, a troca de experiências, a alegria de ser Igreja, escola e casa de comunhão. A verdade é temperada com amor e a liberdade.

Posted by Cleiriane @ 10:00
0 Comments

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

*Agenda*

Celebrações do Natal na Paróquia



Dia 24 de dezembro

Às 21 horas, Missa na Igreja Matriz

Dia 25 de dezembro
Às 9 horas,Missa na Igreja Bom Pastor
Às 19 horas, Missa na Igreja Matriz

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus




A Igreja celebra, no dia 1º de janeiro a Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, título dado à Mãe de jesus no Concílio de Éfeso, em 431 dC.
Celebração na Paróquia Cristo Ressuscitado:

Dia 31 de dezembro
Às 21 horas, na Igreja Matriz

Dia 1º de Janeiro

Às 19 horas, na Igreja Matriz

Posted by Cleiriane @ 10:17
0 Comments

A minha alma engrandece ao Senhor



Conhecer a Deus não é só conhecer Teologia, mas é se identificar com Ele e cumprir Sua vontade, assim como fez Nossa Senhora.

Posted by Cleiriane @ 09:24
0 Comments

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Santo da Dia



Expectação de Nossa Senhora
Esta festa, conhecida entre o povo português como de Nossa Senhora do Ó, celebra o desejo de Maria
Esta festa, conhecida entre o povo português como de Nossa Senhora do Ó, celebra o desejo de Maria, o desejo de milhares de gerações que suspiraram, que suspiram pela vinda do Messias.

Não é só a ansiedade natural da mãe jovem que espera o seu primogénito; é o desejo sobrenatural da "bendita entre todas as mulheres", que foi escolhida para Mãe do Salvador de cada homem e de toda a humanidade. O Filho que vai nascer não vem simplesmente para beijar e sorrir para a Sua Mãe, mas para resgatar o povo com o Seu Sangue.

Por estes dias, a Igreja canta as chamadas "antífonas maiores", que começam todas pela interjeição Ó. Maria, Senhora do Ó, é o modelo e a inspiradora deste louvor alegre e suplicante; ela é o centro dos desejos do povo de Israel e de todo o povo de Deus que, no fundo do seu coração, vive o advento do Salvador.

Posted by Cleiriane @ 13:48
0 Comments

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

*Testemunho* Cristo pedia minha entrega!


Leia com atenção esse lindo testemunho sobre a vocação, em responder ao chamado.
Cada um de nós tem a sua vocação. Somos todos chamados por Deus para participar da Sua vida e do Seu reino. Cada um é chamado a ocupar no reino um lugar especial. Se encontramos esse lugar seremos felizes.


Delfina Trossero

Em toda a minha vida nunca pensei que poderia ter vocação a vida consagrada. Meu ideal sempre foi me casar e ser uma boa esposa e boa mãe. Tinha tudo para ser feliz, uma família maravilhosa de oito irmãos, um namorado, uma boa educação, boas amigas, uma vida meio material....porém Deus tinha pensado, para mim, em uma felicidade maior que nunca acabará.



Sou grata a meus pais, que desde pequena me ensinou a dar a Deus o que merecia, mas só fazia o suficiente para ser uma boa cristã: ir à missa nos domingos, rezar todas as noites e com isso me conformava. No ano de 1996 conheci umas consagradas que chegaram na Argentina para começar o Movimento, e me convidaram para formar o grupo do ECYD. Foi nesse momento que descobri que Deus me chamava para algo mais, para algo pelo qual valeria a pena viver, para algo que me faria ganhar a eternidade e poderia levar comigo muitas pessoas mais. Experimentei um amor pessoal a Jesus Cristo, e ao vê-lo na cruz, sofrendo por amor mim, surgia em meu coração uma pergunta: O que você vai fazer por mim?



Viajei a Roma com minha mãe, para celebrar o 50ª aniversário de sacerdócio do Papa. Fui só com a

idéia de viajar, mas quando cheguei descobri que Deus tinha pensado em algo mais para mim. Entre tantas atividades, uma me marco muito. Nos convidaram a jantar na casa das consagradas, onde teve a apresentação de uma orquestra e algumas pessoas deram alguns testemunhos. Ao ver a alegria que mostravam ao se entregar a Deus, me perguntei se Deus me queria ali. Era uma preocupação minha, pois estudei por 10 anos em um colégio de freiras alemãs e nunca me senti deste jeito especial.



Voltando, para acalmar minha consciência decidi ir a México de colaboradora ECYD. Durante meus dois meses de férias de verão me comprometia cada vez mais com as atividades e apostolados do Movimento, mas cada vez que me encontrava com uma consagrada Deus me falava claro em meu coração: Aqui está sua verdadeira felicidade. Mas não quis acreditar, pois eu tinha tudo muito bom como poderia deixar. Meus dias cheios de atividades me mantinham ocupada, mas no fundo do coração a vontade de dar mais a Cristo aumentava.



Minha orientadora espiritual me aconselhou a dar um ano de minha vida para colaborar no Movimento no país onde precisassem de mim. Era a oportunidade para entregar a Cristo o que pedia ENTREGA. Tomar essa decisão não era fácil. Decidi começar o ingresso a faculdade de medicina, e se não gostasse, a deixaria por um ano para logo voltar, e assim, com o problema da ENTREGA já resolvido. Fui no primeiro dia e na metade da aula peguei meus cadernos e voltei para casa. Deus me chamava a gritos, a deixar meus planos para fazer sua vontade. Neste ano de colaboradora, me dei conta de que apesar de ter deixado muitas coisas, em meu coração existia uma imensa paz que até aquele momento nada nem ninguém tinha me dado. O desejo de entrega às pessoas no apostolado crescia cada dia mais, e estava feliz apesar de as vezes significar sacrifícios. Mas mesmo assim não queria aceitar que deus me chamava a deixar tudo para sempre e não por uns anos apenas. Depois de muitas lutas interiores minha diretora espiritual me aconselhou ir a frente do Santíssimo e não sair de lá antes que Deus tivesse me dado a graça. Assim o fiz, e depois de ter apresentado a Deus meus planos, sem escutá-lo nem deixado Ele falar, fiquei em silêncio e com grande esforço, lhe falei do fundo do meu coração: Eu não quero, mas se Você quiser aqui estou. Estava claro que Deus me chamava, pois depois de respondê-lo voltou essa paz e felicidade que a muito tempo não tinha.



Tenho 1 ano e 4 meses de consagração e agradeço a Deus o dom da vocação que me deu. Sem dúvida me pediu para deixar muito, mas tudo isso não tem comparação com Sua recompensa: Cem por cento de alegria nesta vida e a vida eterna.

Posted by Cleiriane @ 23:21
0 Comments

Em audiência geral, Papa critica consumismo natalino



Cidade do Vaticano (Quarta-17-12-2008, Gaudium Press) Na audiência-geral desta quarta-feira na sala Paulo VI, no Vaticano, o Papa reafirmou os valores de humildade do Natal e disse esperar que a crise financeira sirva para "desvencilhar" a humanidade da "praga consumista e materialista".

Às centenas de fiéis presentes, Bento XVI afirmou ainda que dedica seus pensamentos à infância pobre e em dificuldade no mundo e pediu resgate do hábito de montar presépios.

Segue abaixo um resumo do discurso do Santo Padre:

"Hoje começa a novena de Natal, que nos prepara imediatamente para a festa em que comemoramos o nascimento do Senhor, festa que canta também o dom da vida. A contemplação do Menino Jesus no presépio nos faz pensar nas crianças pobres, nos que, concebidos, são descartados, ou nos nascidos que não têm meios para sobreviver. Descubramos os autênticos valores do Natal, deixando de lado tudo o que desvirtua seu genuíno significado.

Nestes dias santos, os cristãos não comemoram o surgir de um grande personagem, e menos ainda o começo de uma nova estação. O Natal recorda um fato fundamental: na escuridão da noite de Belém se fez uma grande luz. O Criador do universo se encarnou unindo-se indissociavelmente à natureza humana e, sem deixar de ser realmente Deus e luz de luz, se fez ao mesmo tempo verdadeiro homem.

O Verbo encarnado é uma Pessoa que se interessa por cada pessoa, é o Filho de Deus vivo, que se fez pequeno para vencer nossa soberba e nos fazer autenticamente livres, livres para amá-lo.


Feliz Natal a todos"

Posted by Cleiriane @ 21:58
0 Comments

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

O que Significa ser santo?


No evangelho de São Mateus (5,48), encontramos estas palavras de Jesus: "Sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito". Deus é o único santo (cf. Lv 19,2). Pelo Batismo, recebemos a graça de Deus e a Santíssima Trindade vem habitar em nós. Somos templos de Deus e devemos conservar sempre Deus em nós, abrindo-nos sempre mais a Ele,deixando que sua graça nos transforme (cf. 2Cor 6, 16). Vamos assim nos assemelhando cada vez mais ao Deus Santo. Isto é certamente fruto de nosso esforço, mas é sobretudo, dom da graça do Espírito Santo.
Deus é amor. Ser santo é, portanto, viver o amor puro a Deus irmãos. Jesus mesmo falou que os "benditos de seu Pai" são aqules que, por causa dele, fazem o bem a todos os necessitados (cf. Mt 25,34-40). O martírio constitui o cume da santidade, porque faz do cristão um seguidor de Jesus Cristo, até o ponto de entregar a vida e deixar derramar o sangue como testemunho por Ele. Santos são, portanto, todos aqueles que viveram o Evangelho e se encontram na casa do Pai.

Posted by Cleiriane @ 13:57
0 Comments

Responsabilidade sobre os filhos



Responsabilidade que os pais têm em passar uma boa educação para os filhos e adverti-los dos perigos da sociedade moderna.

Posted by Cleiriane @ 13:40
1 Comments

Missa de Natal para os Enfermos



Dia 17 de Dezembro quarta-feira as 15hs na Paróquia Cristo Ressuscitado será realizada a Missa dos Enfermos

Posted by Cleiriane @ 01:04
0 Comments

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

ORDENAÇÕES - Ordenações Diaconais em Sertãozinho

Na alegria de responder ao chamado de Deus e de servir a Igreja, serão ordenados, no dia 27 de dezembro, às 18 horas, no Ginásio Docão, em Sertãozinho, SP, pela imposição do Arcebispo Metropolitano, D. Joviano de Lima Júnior, sss, ocasião em que estará celebrando o seu 13º aniversário de ordenação episcopal, os seminaristas:

Posted by Cleiriane @ 09:54
0 Comments

domingo, 14 de dezembro de 2008

Santos do Dia



São João da Cruz (João de Yepes; (Foto) Nasceu perto de Ávila, em Fontiveros, Espanha, no ano de 1542. Ao vinte anos, ingressou na Ordem dos Carmelitas. Estudou artes e teologia em Salamanca, onde foi prefeito dos estudantes. Foi ordenado sacerdote no ano de 1567, época em que se encontrou com Santa Teresa de Ávila (Teresa de Jesus) a reformadora das carmelitas. A Santa fundadora tinha em mente alargar a reforma também aos conventos masculinos da Ordem Carmelita, e seu delicado discernimento fê-la entrever naquele frade, pequeno, extremamente sério, fisicamente insignificante, mas rico interiormente, o parceiro ideal para levar por diante o seu corajoso projecto.

Beata Francisca Schervier, virgem (+1876).
Dedicou-se ao cuidado dos pobres, doentes e aflitos, ficando conhecida como a "Mãe dos Pobres". Fundou a Congregação das Irmãs dos Pobres de São Francisco.

Posted by Cleiriane @ 13:24
0 Comments

3º Domingo do Advento


A VELA DOS PASTORES

Oração – Senhor, acendemos hoje esta terceira vela. Ela une-se às outras para nos dar uma luz mais poderosa. Desperta-nos Senhor do nosso sono e ajuda-nos para que a nossa presença na sociedade seja um sinal de que vens ao nosso encontro, quando fazemos possível que a justiça, a liberdade e a paz sejam as características da vida dos nossos irmãos.

SALMO: Lucas 1, 46-48.49-50.53-54
A minha alma se alegra no meu Deus.

Posted by Cleiriane @ 00:59
0 Comments

sábado, 13 de dezembro de 2008

Santos do Dia


Santa Luzia, virgem, mártir, +303
Santa Luzia de Siracusa era de família nobre e rica. Siracusa foi, na antiguidade, a maior e, pois, a mais importante cidade da Sicília.

Quando o pai morreu, Luzia era menina. A mãe criou-a na piedade. Jovenzinha ainda, prometeu a Deus guardar perpétua virgindade, mas a mãe, que nada sabia do voto, propôs-se casá-la. Luzia, contudo, encontrou meios para impedir a execução daquele projeto, quando a boa mulher adoeceu e foi atacada dum fluxo de sangue que a fez sofrer por quatro anos.

Inutilmente, os médicos empregaram todos os recursos da arte para curá-la. A filha, extremamente aflita por vê-la em tão triste estado, persuadiu-a a ir a Catana e ali rogar ao Senhor, sobre a sepultura de Santa Ágata.

A mãe, afinal, resolveu empreender a viagem, e Luzia acompanhou-a.

Ao lado do túmulo da Santa, ambas suplicaram ao Senhor, ardentemente, e foram atendidas. Foi quando Luzia lhe revelou o voto que fizera, pedindo-lhe docemente que permitisse cumpri-lo, o que obteve.

Ora , o jovem pretendente à mão da Santa era idólatra. Quando soube que ela pretendia permanecer virgem por toda a vida, e que ia vender todos os bens para distribuir o que apurasse aos pobrezinhos, foi tomado de tremenda cólera, acusando-a de cristã ao governador Pascácio.

O juiz condenou-a a ser exposta num lugar de prostituição, mas o Senhor velou por ela: pessoa alguma ousou ofender-lhe o pudor.


São Giudoco
, presbítero (+ca.669). Filho do rei da bretanha e irmão de São Giudecaele, abandonou os bens do mundo, foi ordenado sarcedote e depois tornou-se eremita

Santa Otília (ou Odília), religiosa, séc. VII

Posted by Cleiriane @ 10:25
0 Comments

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

*Curiosidades* Porquê a missa do galo se chama missa do galo?



Missa do Galo
Celebrada à meia-noite, a missa do galo assinala o nascimento de Cristo, na noite de 24 para 25 de Dezembro. Terá começado a ser celebrada no século V, e reza a lenda que o seu nome deve-se ao facto de ter sido nessa noite a única vez que um galo cantou à meia-noite.

partir do ano 330, a Igreja celebra, em Roma, o nascimento de Jesus a 25 de dezembro. Porque é o dia do solstício do inverno romano. Porque nesse dia do nascimento do sol, os pagãos festejavam o natal do Deus-Sol – Natalis Invictus. Por isso, os romanos passaram a celebrar, nesse dia, a festa da posse do Deus-Imperador. Por isso, o Imperador Constantino, cristão, substituiu as festas pagãs, com um sincretismo do culto ao Sol e ao Imperador. Instituiu a Festa de Natal do Sol da Justiça e da Luz do Mundo, Jesus Cristo.
Como preparavam a festa do Sol, com as festas pagãs de 17 a 24 de dezembro, chamadas Saturnais, assim surgiu o Tempo do Advento, para preparar o Natal de Cristo.

No século IV, a comunidade cristã de Jerusalém ia em peregrinação a Belém, para celebrar a Missa do Natal na primeira vigília da noite dos judeus, na hora do primeiro canto do galo, mencionado por Jesus na traição de Pedro (Mt. 26,34 e Mc 14,68.72).



Por isso, a Missa da meia noite no Natal, se chama Missa do Galo, do primeiro canto do galo. Essa missa do galo é celebrada, em Roma, desde o século V, na Basílica de Santa Maria Maior. Pois, o galo,tam bém publica o nascer do sol. E o galo passou a simbolizar vigilância, fidelidade e testemunho cristão. Por isso, no século IX, o galo foi parar no campanário das igrejas.

Posted by Cleiriane @ 11:52
0 Comments

Santos do Dia



NOSSA SENHORA DE GUADALUPE PADROEIRA DA AMÉRICA LATINA. foto; Por volta de 1531, os missionários espanhóis haviam já aprendido a língua dos indígenas para fins de evangelização. Conforme a antiga tradição, foi justamente nesse ano que a Virgem Mãe de Deus apareceu ao recém convertido Juan Diego (João Diogo, em Português), um piedoso índio, na colina de Tepeyac, perto da capital do México. Com muita afabilidade o exortou a ir ter com o Bispo e pedir-lhe que nesse lugar erguessem um Santuário em sua honra. O Bispo da diocese, Dom Frei João de Zumárraga retardou a resposta a fim de averiguar, cuidadosamente, o que tinha acontecido. Quando Juan, movido por uma segunda aparição e nova insistência da Santíssima Virgem, renovou as suas súplicas, entre lágrimas, ordenou-lhe o bispo que pedisse um sinal que comprovasse de que a ordem vinha realmente da grande Mãe de Deus.
Vindo Juan, certo dia, de um lugar mais distante, por um caminho que não passa pela colina de Tepeyac e dirigindo-se à capital, à procura de um sacerdote que administrasse os últimos sacramentos ao tio moribundo, a Virgem veio ao seu encontro, pela terceira vez, e consolou-o com a notícia do completo restabelecimento do tio, colocando-lhe no manto estendido belíssimas flores que haviam desabrochado há pouco tempo, apesar da esterilidade do terreno e do inverno: "Escuta, meu filho, não temas; não fiques preocupado ou assustado; não tens que temer essa doença, nem outro qualquer dissabor ou aflição. Não estou eu aqui ao teu lado? Eu sou a Mãe dadivosa. Não te escolhi para mim e não te tomei ao meu cuidado? Não permitas que nada te aflija ou perturbe. Quanto à doença do teu tio, não é mortal. Acredita: agora mesmo ficará curado."

Beato Bartolo Buonpedoni, presbítero (+1300). Vencendo a oposição do pai abraçou a vid religiosa. Atigindo pela lepra aos 60 anos, mudou-se para um leprosário, onde deu assistência aos doentes ali encerrados.

Posted by Cleiriane @ 11:43
0 Comments

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Arquidiocese de Ribeirão Preto Calendário Pastoral 2009


 Janeiro

07/01 - Aniversário Natalício de Dom Arnaldo Ribeiro – Arcebispo-emérito de Ribeirão Preto
10/01 - Capacitação CF-2009 para agentes Paroquiais– Casa D. Luís – Brodowski/SP

 Fevereiro

14/02 - 8h30 – CAP – Centro de Pastoral
16/02 - Encontro das Cúrias da sub-região RP-1
25/02 - 10h – Cúria Metropolitana – Coletiva do Arcebispo – CF-2009
25/02 - 20h – CINZAS – Catedral Metropolitana
28/02 - 10h – Igreja São José – Centenário da posse de Dom Alberto José Gonçalves (1909-1945).



 Março

08/03 - Seminário de Liturgia – Equipe Arquidiocesana Liturgia
17/03 - Colegiada de Pastoral
18/03 - Conselho Presbiteral

 Abril

02/04 - Colégio de Consultores
05/04 - 3º ano da Nomeação de D. Joviano de Lima Júnior, sss – como Arcebispo de Ribeirão Preto
05/04 - Domingo de Ramos – Coleta da Solidariedade – CF-2009
09/04 - 9h – Catedral – MISSA DA UNIDADE
12/04 - Páscoa da Ressurreição
18/04 - Concentração do Apostolado da Oração de Ribeirão Preto
22/04 à 01/05 - 47ª Assembléia Geral da CNBB (Itaici)
23/04 - Aniversário Natalício de Dom Joviano de Lima Júnior, sss – Arcebispo Metropolitano de Ribeirão Preto
26/04 - 8h às 12h – Paróquia Santa Maria Goretti – Encontro Arquidiocesano Anual dos Catequistas



 Maio

07/05 - Conselho Presbiteral
14/05 - Encontro do Arcebispo com Padres até 4 anos de Ordenação
26 a 28/05 - Encontro de Atualização do Clero
30/05 - 8h30 – CAP – Centro de Pastoral

 Junho

02 a 04/06 - 71ª Assembléia dos Bispos do Regional Sul 1
14/06 - Encontro Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão da Forania Bom Jesus da Cana Verde
19/06 - Dia de Espiritualidade do Clero – Sagrado Coração de Jesus
20/06 - Concentração do Apostolado da Oração do Interior
23/06 - Colegiada de Pastoral
25/06 - Conselho Presbiteral



 Julho

06 a 09/07 - Seminário de Liturgia – Música Ritual – Assessor: Pe. José Carlos Sala (Assessor Setor Música Litúrgica – CNBB)
10 a 12/07 - Casa Dom Luís – Brodowski – Capacitação Missionária Projeto SIM – Foranias do Interior
17 a 19/07 - Casa Dom Luís – Brodowski – Capacitação Missionária Projeto SIM – Foranias da cidade de Ribeirão Preto
24/07 - Ordenações Presbiterais
26/07 - Encontro Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão da Forania São Bento
27 a 30/07 - Retiro Espiritual do Clero

 Agosto

13/08 - Encontro do Arcebispo com padres de 5 a 10 anos de Ordenação
16/08 - Encontro Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão da Forania Nossa Senhora Aparecida
23/08 - Encontro Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão da Foranias da cidade de Ribeirão Preto
27/08 - Conselho Presbiteral



 Setembro

07/09 - 13ª ASSEMBLÉIA ARQUIDIOCESANA DE PASTORAL
13/09 - Seminário de Liturgia – Equipe Arquidiocesana Liturgia
16/09 - Colegiada de Pastoral
17/09 - Encontro do Arcebispo com padres de 11 a 20 anos de Ordenação
26/09 - 8h30 – CAP – Centro de Pastoral
30/09 - Encontros dos Secretários e Secretárias Paroquiais

 Outubro

15/10 - Encontro do Arcebispo com padres de 21 a 30 anos de Ordenação
16 a 18/10 - 31ª Assembléia das Igrejas Particulares do Regional Sul 1
29/10 - Conselho Presbiteral



 Novembro

05/11 - Encontro do Arcebispo com padres de 31 a 50 anos de Ordenação
17/11 - Colegiada de Pastoral

 Dezembro

01/12 - Reunião Geral do Clero
08/12 - 10h – CELEBRAÇÃO DOS 40 ANOS ORDENAÇÃO PRESBITERAL DE D. JOVIANO – Seminário Maria Imaculada
17/12 - Conselho Presbiteral / Colégio de Consultores
19/12 - CAP – Local a definir (confraternização)
27/12 - Aniversário de Ordenação Episcopal de Dom Joviano de Lima Júnior, sss e de Dom Arnaldo Ribeiro
27/12 - Ordenações Diaconais

Posted by Cleiriane @ 14:37
0 Comments

Monjas contemplativas fundam Mosteiro na Arquidiocese


A Arquidiocese de Ribeirão Preto, está empenhada na fundação de uma comunidade Monástica, toda dedicada a vida comtemplativa. O Mosteiro, que provisoriamente será instalado em Brodowski, na Residência Eymard, junto ao Seminário Maria Imaculada, vai acolher 10 monjas da Ordem das Adoradoras Perpétuas do Santissímo Sacramento, que generosamente, acolhendo o pedido do nosso Arcebispo dom Joviano, se colocaram a disposição de Deus e do seu chamado.

Esta Comunidade, será fundada pelo Mosteiro de Nossa Senhora Rainha, em Atotonilco em Alto-Jalisco-México. Seu carisma fundamental é unicamente a Adoração Perpétua do Santissímo Sancramento - “Centro e Cume da vida cristã”.

A Ordem das Adoradoras Perpétuas do Santissímo Sacramento foi fundada pela Beata Maria Magdalena da Encarnação, aos 31 de Maio de 1807. No Brasil, em nossa Arquidiocese, trata-se do primeiro Mosteiro em terras brasileiras.

Na foto (acima) Dom Joviano, com a Madre Elisa, Presidente da Federação das Monjas Adoradoras do México, Madre Maria de Jesus, superiora e fundadora no Brasil, com o Pe.João Carlos Pedroza, pároco de São Simão Apóstolo.

Posted by Cleiriane @ 10:50
0 Comments

Santos do Dia


S. Dâmaso I, papa, +384 (foto) Nasceu na Península Hispânica pelo ano 305. Fez parte do clero de Roma, e foi eleito Bispo da Igreja de Roma no ano 366, em tempos muito difíceis. Teve de reunir frequentes sínodos contra os cismáticos e hereges e foi grande promotor do culto dos Mártires, cujos sepulcros adornou com seus versos. Morreu no ano 384.



S. Juan Diego, indígena mexicano, vidente de Guadalupe, séc. XVI



Santa Maria Maravilhas de Jesus, virgem, +1974 Filha do marquês de Pidal,embaixador espanhol junto à Santa Sé, tornou-se carmelita descalça. Fundou inúmeros mosteiros na Espanha e na Índia.

Posted by Cleiriane @ 10:38
0 Comments

STATUS

No ar desde: 29/11/08
Host: Blogger.com
Layout: 7ª edição - outras versões.
Visitas:
Resolução: 800x600.
Navegador: Internet Explorer.
Postagens: Cleiriane.
Webmistress: Milla.

QUEM SOMOS

Ó Jesus, nosso bom pastor, nós vos agradecemos por todas as maravilhas que realizastes para a nossa salvação, pois nos ensinastes o verdadeiro caminho para o Pai, nos revelastes toda a verdade do vosso reino, e nos conquistastes a vida plena, pela vossa morte e ressurreição. Ó bom pastor, guia-nos e protegei-nos contra todos os males, que querem nos afastar do vosso amor. Vós que conheceis a cada um pelo nome, socorrei-nos com a vossa graça e que possamos sempre reconhecer a vossa voz, que conduz à vida em plenitude. Amém.